Quadril

artrose quadril

O que é a artrose no quadril?

A artrose no quadril, também conhecida como osteoartrite ou osteoartrose, é um tipo de desgaste dos ossos que compõem o próprio quadril (que são a pélvis e o fêmur), de modo que o indivíduo sente dor quando se movimenta. A palavra que dá origem ao nome, artrite, é basicamente uma inflamação nas articulações que compõem os ossos. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), essa é a quarta doença que mais diminui a qualidade de vida no mundo. Ela pode surgir não somente nos quadris, mas também no ombro, nos joelhos e nas mãos.

Quais as causas da doença?

Não há uma causa única para a doença, mas sim um conjunto de condições que pode propiciar o surgimento dela. Entretanto, sabe-se que, a idade avançada e o desgaste dos ossos podem desenvolver a artrose. Fatores como obesidade, sedentarismo, má alimentação, hereditariedade, atividade física pesada e trabalhos braçais intensos também podem contribuir. No caso específico do quadril, sua grande mobilidade aumenta a chance de artrose, e o peso do corpo aumenta a compressão dos ossos.

Sabe-se que a doença ocorre em ambos os sexos, mas nas mulheres a doença pode ter uma progressão maior, isso se dá por conta da desestabilização do hormônio estrogênio durante a menopausa.

Quais os sintomas?

Os sintomas de artrose no quadril podem surgir durante as primeiras horas do dia, tais como rigidez na virilha, nádega e coxa durante a primeira meia hora depois de levantar. É importante lembrar que as dores são piores durante as atividades diárias, diminuindo durante momentos de descanso. Quando a doença já estiver avançada, esses momentos de descanso podem não aliviar a dor. Em casos extremos, quando a cartilagem é destruída por completo e os ossos se chocam ininterruptamente, a dor é muito grande durante todo o movimento.

Além desses sintomas que ocorrem em determinadas situações, há outros bastante apresentados pelos pacientes, que podem aparecer durante atividades comuns como dificuldade em amarrar os sapatos, de lavar os pés, de dormir durante a noite e o mais perceptível, que é mancar.

Como é feito o diagnóstico?

Para o diagnóstico correto, o médico se baseará nos sintomas e no tempo que os sintomas demoraram a aparecimento de aparecimento apresentados pelo paciente. Já no exame físico, ele irá examinar a dor e para isso o paciente deve girar, flexionar e estender os quadris. O caminhar e o apoio em apenas uma perna também serão analisados pelo médico para verificar como o quadril está realizando as atividades básicas.

Em todos os casos, o médico ortopedista deverá pedir um raio-x de ambos os quadris para verificar o andamento das articulações e se de alguma forma eles desenvolveram osteófitos (bicos de papagaio); em alguns casos, quando o raio-x não for conclusivo o suficiente, o médico deverá pedir também uma tomografia ou ressonância.

Como é feito o tratamento?

Existem dois tipos de tratamento para osteoartrose de quadril, que são o tratamento convencional e o tratamento cirúrgico. No caso do primeiro, ele é composto por recomendações simples, como: repouso, sessões de fisioterapia, atividades físicas como ciclismo e hidroginástica, anti-inflamatórios e analgésicos para amenizar a dor, alimentação e peso saudáveis e o auxílio de bengalas ou muletas. Esse tipo de tratamento é indicado quando a doença estiver moderada no paciente, caso contrário, a cirurgia será necessária.

Tratamento com cirurgia

Existem vários tipos de tratamentos cirúrgicos, o mais famosos deles, a videoartroscoia de quadril, se baseia em pequenas alterações no formato do quadril que podem aumentar o atrito na articulação, chamadas de Impacto Femuroacetabular. A intervenção é feita justamente para melhorar o funcionamento da articulação, reduzindo as dores da artrose e é minimamente invasiva, contando com apenas três pequenos cortes na região afetada.

Entretanto, podem haver casos em que nem a videoartroscopia irá ajudar dado a fase avançada da osteoartrose do quadril. Assim, é recomendado que se faça uma cirurgia de substituição total do quadril, também conhecida como Artroplastia de Quadril (que tem alto índice de satisfação dos pacientes), onde é inserida uma prótese inteira da articulação.

Informações pós-operatórias

A reabilitação é necessária para restaurar a flexibilidade no quadril e fortalecer os músculos para voltarem a ter a força necessária. Para complementar a recuperação, é imprescindível que se faça fisioterapia e também uma série de tratamentos que reduzem o tempo de reabilitação, tais como terapias instrumentais (de força, flexibilidade e equilíbrio), mobilização, gelo ou calor sobre a região, muletas e, em determinados casos sob orientação médica, a perda de peso. É muito importante que o paciente consulte também um nutricionista para uma dieta saudável.

Responsável Técnico

Dr. Soo B. Chung - CRM 44853
Ortopedia - Ombro / Mão
Cargo na clínica