Quadril

O que é?

A Artroscopia de quadril ou videoartroscopia é um tipo de técnica moderna utilizada durante uma cirurgia do quadril. Essa técnica permite, por meio de câmeras muito pequenas, enxergar e observar a articulação do quadril de uma maneira muito mais eficaz, facilitando também o acesso e a realização de outros procedimentos na região. A Artroscopia do quadril pode ser parte do tratamento de algumas doenças e lesões que acometem a articulação ou ainda utilizada durante o diagnóstico.

Em qualquer que seja a circunstância para a realização desse procedimento, a Artroscopia ou videoartroscopia se trata de uma técnica pouco invasiva, mas muito eficiente e segura. Apesar disso, porém, é sempre importante que ela seja efetuada por um médico ortopedista especialista em quadril de confiança.

Quando é preciso realizar a Artroscopia de quadril?

São muitas as doenças e complicações que podem ser tratadas ou mesmo diagnosticadas por meio da Artroscopia do quadril e apenas um médico ortopedista poderá indicar essa necessidade. Por isso, no caso de qualquer dor no quadril intensa e constante, recomenda-se que o paciente procure imediatamente por um médico, que deverá fazer o diagnóstico e, sempre que necessário, encaminhar o paciente para uma cirurgia de quadril.

Entre os principais motivos que pedem uma Artroscopia, estão as Lesões do Labrum Acetabular, em que o procedimento é utilizado para uma reinserção ao chamado “leito ósseo” ou simplesmente superfície dos ossos; e o Impacto Femoroacetabular, a fim de remodelar a estrutura óssea e cartilaginosa. Além desses dois, é comum que a Artroscopia de quadril também seja indicada em casos de Bursite Trocantérica, osteocondrite, sinovectomia, síndrome do piriforme e até biópsias.

Como é feito o procedimento?

Como já explicado, a Artroscopia do quadril se trata de um procedimento cirúrgico altamente moderno, tecnológico, relativamente simples, pouco invasivo e muito seguro. O primeiro passo é aplicar a anestesia, que pode ser raquidiana (ou raquianestesia) – que é a anestesia apenas da parte inferior do corpo –, ou mesmo uma anestesia geral. Em seguida, serão feitas de 2 a 4 incisões cutâneas na região que medem aproximadamente um centímetro cada. São nessas incisões que serão colocados uma microcâmera e um aparelho de radiografia, além dos instrumentos que serão utilizados no procedimento, como diferentes tipos de pinças e agulhas.

A duração da cirurgia pode variar bastante de acordo com cada caso e grau de complexidade, mas costuma variar entre meia hora e duas horas. Ao final, é comum que o médico aplique ainda alguma medicação para minimizar a dor da recuperação.

É importante ressaltar que o sucesso da Artroscopia de quadril também pode variar de acordo com a lesão, mas são raras as vezes em que o paciente não consegue se recuperar totalmente – geralmente no caso de lesões e doenças mais graves ou ainda diagnósticos tardios.

Como é o pós-operatório?

Após a realização do procedimento, é necessário que o paciente fique ainda internado por alguns dias em observação, até que comece a recuperar os movimentos e que o médico identifique que não há mais riscos. Mesmo depois da alta, porém, o paciente deverá continuar com o acompanhamento médico e deve se movimentar apenas com o auxílio de muletas – geralmente por até seis semanas, mas sempre conforme o indicado pelo profissional especialista.

Também é muito importante que o paciente procure por sessões de fisioterapia e exercícios físicos. No caso de quem já praticava exercícios antes, a fisioterapia vai ajudar também a preparar a articulação para a retomada das atividades.

Responsável Técnico

Dr. Soo B. Chung - CRM 44853
Ortopedia - Ombro / Mão
Cargo na clínica