Ombro

O que é a Lesão do Lábrum Superior?

O ombro é a articulação do corpo que possui a maior amplitude de movimento e rotação. Ele é composto por três ossos, a escápula (também conhecida como omoplata), a clavícula, e o úmero. Em uma das extremidades da escápula está a glenoide, cavidade responsável por articular a escápula ao úmero (protegidos por cartilagem). Já a união dos quatro tendões, denominada manguito rotador, envolve a cabeça do úmero. Além disso, o ombro também é sustentado por músculos.

Quais as causas?

A lesão do labrum superior (SLAP) acontece quando há um descolamento da parte superior do lábio glenoidal, local onde está o tendão do bíceps. Isso gera um desgaste do lábio durante os movimentos de rotação. A lesão SLAP pode ser dividida em quatro categorias:

Categoria 1: ocorre quando há contrações rápidas do lábio glenoidal, porém o bíceps não sofre alterações;

Categoria 2: há desinserção do lábio glenoidal junto com o bíceps;

Categoria 3: o paciente sofre com a lesão “alça em balde” do lábiol glenoidal;

Categoria 4: há desinserção do lábio glenoidal e rompimento do bíceps.

As causas da lesão do labrum superior envolvem movimentos de grande rotação do braço, seja em atividades físicas como o basquete, o handebol e o atletismo; quedas e impactos sofridos durante acidentes; ou até mesmo por causas degenerativas em pacientes que realizaram movimentos repetitivos na região por um período longo.

Quais os sintomas?

O paciente com lesão labral apresenta sintomas como:

- Dor no ombro, que se torna mais intensa quando há esforço na região lesionada (em atividades como carregar peso, ou levantar objetos acima da cabeça);

- Estalos no ombro, que podem “travar” a região;

- Instabilidade do ombro;

- Dor ao aplicar peso sobre o ombro lesionado (como dormir encima dele).

Diagnóstico

O diagnóstico da lesão SLAP envolve o histórico do paciente, que irá narrar o que aconteceu para que houvesse a lesão, exames físicos e exames de imagem. O médico ortopedista especialista em ombro irá fazer exames físicos, porém, uma lesão labral pode ser confundida com outros tipos de lesões na área do ombro como, por exemplo, uma lesão do manguito rotador.

Para ter a certeza de que se trata de lesão SLAP, o paciente passará por ressonância magnética que pode ser feita com contraste intra-articular para aumentar o grau de precisão do exame.

O objetivo da ressonância magnética é apresentar uma imagem em vários planos, e não apenas em plano axial, fazendo com que haja um exame mais preciso, mostrando as várias partes do ombro e fazendo com que o médico possa constatar com clareza se a lesão é realmente labral.

Como tratar a Lesão do Lábrum Superior?

Tratamento Conservador

O tratamento para lesão SLAP pode ser tanto conservador, quanto cirúrgico. O tratamento conservador é feito com sessões de fisioterapia, nas quais o paciente fará exercícios de alongamento e fortalecimento do ombro e de sua musculatura. Além disso, o tratamento conservador, que costuma ser efetivo em 70% dos casos, pode ser combinado com medicamentos analgésicos para o alívio da dor.

Tratamento Cirúrgico

O tratamento cirúrgico é feito em casos nos quais o tratamento conservador não surte efeito. Existem dois tipos de cirurgias que podem ser feitos em casos de lesão labral: o reparo do lábio superior e a tenodese do bíceps.

No reparo do lábio superior, ele é reinserido na glenoide (responsável por articular a escápula ao úmero). Já na tenodese, o bíceps é seccionado e inserido novamente no úmero.

Após a cirurgia, o paciente passará por recuperação, que envolve o uso de tipoia, aplicações de gelo e sessões de fisioterapia. O braço costuma ficar imobilizado com a tipoia por cerca de um mês, e as sessões de fisioterapia são realizadas cerca de três meses após a cirurgia. Já as atividades físicas costumam ser liberadas após um período de seis meses, porém cabe ao médico ortopedista especialista analisar cada caso individualmente.

Mais informações

É possível que durante o período de recuperação da lesão do lábrum superior haja uso de medicação para aliviar a dor no ombro. Ao sentir dor no ombro e suspeitar de uma lesão na região, a primeira medida a ser tomada é consultar um médico ortopedista especialista: não tente cessar a dor sem a assistência de um profissional e evite qualquer tipo de automedicação.

Responsável Técnico

Dr. Soo B. Chung - CRM 44853
Ortopedia - Ombro / Mão
Cargo na clínica