Joelho

 lesao ligamento cruzado anterior

O que é?

A lesão do ligamento cruzado anterior é a lesão ligamentar mais comum do joelho. Dentre os quatro ligamentos presentes na articulação do joelho, o ligamento cruzado anterior é um dos principais. Ele une o fêmur à tíbia e é o responsável pela estabilidade rotacional da articulação do joelho.

O desgaste ou lesão desse ligamento tem como conseqüência provocar uma instabilidade articular, além de quadros de dor forte no joelho, além de fraqueza e conseqüente perda de função.

Afeta principalmente indivíduos jovens e praticantes de esportes, como jogadores de futebol.

Quais as causas?

Qualquer atividade que leve a uma força maior exercida sobre o ligamento e tendo como conseqüência a perda da capacidade elástica deste, pode ter como resultado uma lesão do ligamento.

A lesão do ligamento cruzado anterior pode ser causada por trauma direto e indireto, sendo o trauma indireto a causa mais freqüente dos casos.

O trauma direto é causado por contato. Já o trauma indireto ocorre quando há uma parada brusca durante o movimento, mudança súbita de direção do movimento e queda de forma incorreta na finalização de um salto, como ocorre com atletas de algumas modalidades esportivas como vôlei e basquete, por exemplo. O trauma indireto também pode ocorrer em decorrência de hiperextensão e hiperflexão dos joelhos.

Qual é o grupo de risco?

Fazem parte do grupo de risco indivíduos jovens, com idade entre 16 a 45 anos e ativos.

Atletas como jogadores de vôlei, basquete, futebol e esquiadores também fazem parte do grupo de risco por estarem mais expostos aos traumas que podem causar a lesão.

Homens e mulheres podem ser afetados, sendo que as mulheres estão mais predispostas a sofrerem a lesão por questões anatômicas e hormonais.

Quais os sintomas?

Os principais sintomas apresentados em decorrência da lesão do ligamento cruzado anterior são dor no joelho e edema (joelho inchado).

O indivíduo também pode apresentar uma instabilidade da articulação, o que pode levar a um quadro de estalo no joelho. É observado também um desconforto ao caminhar, além da diminuição da amplitude de movimentos, o que pode afetar a realização de atividades cotidianas e de práticas esportivas.

Como é determinado o diagnóstico?

O diagnóstico deve ser realizado pelo médico ortopedista especialista em joelho e tem como base o histórico do paciente e o exame clínico.

O histórico do paciente fornece informações importantes como os sintomas apresentados e se o paciente pratica alguma atividade esportiva que o predispõe a ter a lesão.

Já o exame clínico consiste no exame físico onde deve ser feita a palpação do joelho bem como testes específicos que envolvem manobras de movimentação da articulação e como o paciente responde à essas manobras. Além disso, o médico pode solicitar a realização de exames de imagem como raio-X, tomografia computadorizada e ressonância magnética para melhor avaliação da lesão e para obter um diagnóstico preciso pois a lesão do ligamento cruzado anterior pode estar associada a outras lesões, como a lesão do ligamento colateral lateral, lesão do ligamento colateral medial, lesão do ligamento cruzado posterior e lesão do menisco.

Determinado o diagnóstico, qual o tratamento mais indicado?

O tratamento definido pelo médico vai depender do tipo de lesão apresentada, que pode ser desde um estiramento do ligamento até um rompimento parcial ou total.

Nos casos de estiramento ou rompimento parcial ou total sem instabilidade da articulação pode ser recomendado um tratamento conservador, que consiste na administração de analgésicos para melhora da dor e antiinflamatórios.

Além disso, pode ser indicado o uso de muletas e órteses para limitar o movimento da articulação; compressas de gelo por 20 minutos de quatro a seis vezes ao dia para melhorar o quadro inflamatório e a circulação; e sessões de fisioterapia com a finalidade de fortalecimento da musculatura e do joelho.

Durante o tratamento o médico pode solicitar a suspensão das atividades físicas.

Nos casos onde não houver melhora do quadro submetido ao tratamento conservador ou em casos mais graves onde houve o rompimento parcial ou total do ligamento pode ser indicado o tratamento cirúrgico. A cirurgia é feita por artroscopia e é realizada com a finalidade de se recuperar a função do ligamento e de corrigir possíveis lesões combinadas como lesão do menisco e lesão de ligamento colateral lateral.

Informações de recuperação

O período de recuperação pós- operatória tem em média uma duração de seis meses e tem como finalidade a recuperação da função do novo ligamento. Para isso é indicado a realização de fisioterapia que deve ter como prioridade a recuperação do movimento da articulação do joelho seguida de fortalecimento da musculatura. Após o período de recuperação o paciente poderá retornar as suas atividades esportivas após avaliação médica.

Responsável Técnico

Dr. Soo B. Chung - CRM 44853
Ortopedia - Ombro / Mão
Cargo na clínica