Coluna

O que é?

A artrose na coluna é uma doença crônica e degenerativa que atinge as estruturas que constituem a articulação da mesma. Por ser uma doença degenerativa, a artrose na coluna não tem cura.

Dentre as estruturas que podem ser afetadas temos os discos intervertebrais, que são estruturas formadas por cartilagem que se encontram entre as vértebras e tem como função o amortecimento de traumas e microtraumas que podem ocorrer durante o dia a dia. A degeneração faz com que os discos diminuam sua espessura e capacidade de absorção de impactos, elevando o risco para o desenvolvimento de hérnia de disco. Isso também gera uma instabilidade da coluna.

Outra estrutura que pode ser afetada é a faceta articular, que funciona como uma dobradiça permitindo a realização de movimentos de extensão, rotação e flexão da coluna vertebral. A perda da cartilagem em decorrência da artrose leva a formação de proeminências ósseas ou esporões.

A artrose na coluna vertebral pode afetar toda sua extensão ou somente algumas regiões. Quando afeta a região cervical, é denominada de artrose cervical. Se a região afetada for a torácica, ela é denominada de artrose torácica e quando se localiza na região lombar é chamada de artrose lombar.

Quais as causas?

A artrose na coluna vertebral pode ser causada pelo esforço repetitivo da articulação, como ocorre na prática de algumas atividades físicas e laborais. Além do esforço repetitivo, outra causa está relacionada à pratica de esportes, como é o caso da execução incorreta das atividades, como pode ocorrer na prática de musculação, por exemplo.

Outra causa freqüente é o desgaste das estruturas que formam a articulação devido ao envelhecimento natural.

A predisposição genética e traumas também podem ser causadores de artrose na coluna.

De acordo com a causa a artrose pode ser classificada em primária quando a causa é desconhecida, e em secundária quando é causada por outras doenças como, por exemplo, a doença de Paget e inflamações.

Qual é o grupo de risco?

O grupo de risco é formado por trabalhadores rurais e da construção civil devido aos movimentos repetitivos e excesso de carga.

Outros profissionais também podem ter uma predisposição maior à artrose na coluna vertebral como os motoristas de transporte, tanto de ônibus como taxistas, além dos atletas de elite.

Frequentemente a artrose da coluna afeta os idosos e isso ocorre devido ao desgaste provocado pelo envelhecimento natural.

Apesar de ser mais freqüente em idosos, indivíduos jovens podem apresentar a artrite na coluna vertebral.

Quais os sintomas?

O sintoma mais comum é a dor na coluna que pode piorar com o movimento. Em alguns casos o paciente também pode apresentar rigidez e dificuldade na realização dos movimentos.

A dor pode ser referida em diferentes partes dependendo da região afetada.

Se a região acometida for a cervical, o paciente apresenta dor no pescoço (cervicalgia) e ombros, além de poder apresentar o torcicolo, com sensação de formigamento ou dormência. Essa região é comumente afetada devido à sua amplitude de movimentação.

A região torácica é a menos acometida por causa da sua amplitude diminuída. Nesses casos o paciente geralmente refere dor local que pode se irradiar para as costelas.

Já a região lombar é a mais freqüentemente afetada pois além de ter maior mobilidade, ela é responsável por dar suporte ao peso corporal e pela transfer6encia de peso entre a coluna e o quadril. Nesse caso afeta mais as pessoas acima dos 40 anos de idade e o paciente refere lombalgia e rigidez articular, principalmente no período da manhã, podendo irradiar para as pernas.

Como é determinado o diagnóstico?

O diagnóstico deve ser realizado pelo médico ortopedista com base nos sintomas relatados e histórico do paciente.

Ao exame físico deve se avaliar a amplitude de movimento. O médico também poderá solicitar a realização de exames de imagem como o raio-x, tomografia computadorizada e ressonância magnética, que permitem avaliar alterações e lesões, permitindo assim um diagnóstico preciso.

Determinado o diagnóstico, qual o tratamento mais indicado?

O tratamento mais indicado para a artrose da coluna vertebral é o convencional, onde o médico poderá prescrever o usos de medicamentos analgésicos e antiinflamatórios para a melhora do quadro de dor.

A fisioterapia é recomendada pois proporciona o alongamento e fortalecimento da musculatura presente na região, além da melhora da postura, a melhora a mobilidade do paciente. Atividades físicas onde não haja a compressão das estruturas também pode ser indicada, como a prática de natação.

Já a imobilização só provoca uma piora do quadro e portanto não é recomendada.

O tratamento cirúrgico só é indicado para os casos mais graves e quando não houve melhora mesmo com o tratamento conservador. A cirurgia tem como finalidades promover a descompressão dos nervos e a estabilização da coluna.

Responsável Técnico

Dr. Soo B. Chung - CRM 44853
Ortopedia - Ombro / Mão
Cargo na clínica